sexta-feira, 25 de julho de 2008

Cenas que me fazem feliz


Meu horário de almoço é sempre muito atribulado, em especial às sextas. Hoje, não foi diferente. Saí do salão e fui almoçar correndo, pois já passava das 14 horas. Correria maluca, engoli um crepe com salada e parti em disparada para agência. Foi neste instante que vi abaixo dos meus olhos a cena da foto. Não me contive e pensei: "que se dane o atraso, preciso registrar esta cena". Me comoveu tanto, como é bacana a amizade de dois bichanos de rua. É como se um cuidasse do outro, o que é meu é seu.
Ah, mas não fiquei satisfeita só com a foto, descobri que o cachorrinho tem como dono o flanelinha que toma conta dos carros da rua. Dono daquele jeito, dono de vira lata. Dá água, resto de comida, um cobertor velho e carinho. Daí, ele me contou também que um belo dia estava a andar pela rua, quando passou a ser seguido. Por quem? Pelo artista da foto. Mais engraçado é que a "coleira" do cachorro é uma gravata velha.
Achei tudo isso muito bonito e queria compartilhar com vocês.

5 comentários:

ameixa seca disse...

Aiii... não posso ver animaizinhos que começo numa choradeira. Estes são os amigos mais lindos que temos e eu adoro eles... Sempre tenho um olá para eles... sejam de rua ou não. Todos merecem o nosso respeito e o nosso carinho. Tomara que pessoas com tanto dinheiro fossem tão carinhosas como o arrumador de carros :)
Bom fim de semana

lunalestrie disse...

Mari, que lindo, emocionante!
Eu tenho um gatinho parecido com o da foto, amo gatos, quando vejo bichinhos na rua dá vontade de levar pra casa... :)

Agdah disse...

Se todo mundo parasse para observar esses pequenos gestos "humanos", eu acho que o mundo estaria um pouquinho melhor.

Helena disse...

Sim, também conheço a dupla, eles moram bem em frente ao Social! Gracinha!

Mari disse...

Me deu uma vontade de pegar e levar pra casa....